Centro Laura Vicuña

 

 

 

O Centro Laura Vicuña existe desde 2005 e situa-se em Inharrime, uma província de Inhambane, que fica no litoral de Moçambique a 400 quilómetros de Maputo, 

e é considerado um dos locais mais bonitos de Moçambique.

 

O foco principal deste Centro são as crianças e a sua educação.

Também coopera com o desenvolvimento da comunidade local.

 

    


  

 

O Centro é constituído essencialmente por um internato de meninas e uma escola pública.

 

Desde a sua existência todos os anos têm sido de trabalho intenso, não só com o objetivo de aumentar a escola e o número de meninas no internato, como também a ajuda à comunidade local.

 

Atualmente, o Centro tem um internato para 70 meninas órfãs, ou provenientes de famílias que não as conseguem sustentar, e semi-internato para 50 meninas de famílias muito pobres. São então 120 meninas às quais o Centro proporciona tudo aquilo de que precisam para viver e acima de tudo para serem felizes. 

 

A escola pública do Centro recebe crianças do 1º ao 12º ano. Tem cerca de 3000 alunos, dos quais fazem parte as 120 meninas. É uma escola constantemente elogiada pela qualidade do seu ensino e pelo enorme contributo que presta na formação para o futuro de Moçambique. 

 

Criaram-se ainda cursos profissionais para os alunos do 10º ano, de forma a que os jovens possam integrar mais facilmente o mercado de trabalho. Existem cursos de várias áreas, tais como Informática, Pastelaria, Encadernação e Agricultura.

 

Dado que uma das missões e prioridades deste Centro é continuar a investir cada vez mais (e melhor) na educação dos moçambicanos, procurando chegar a todos, criaram-se bolsas universitárias, para que as crianças possam ter a oportunidade de escolher essa via de ensino e assim concluírem um curso superior.

          

O desenvolvimento do Centro Laura Vicuña só tem sido possível graças a ajudas externas, sendo que uma das mais importantes é o programa de apadrinhamento. Este programa tem como objetivo angariar padrinhos/madrinhas, que se disponham a ajudar economicamente crianças de famílias carenciadas. Esta contribuição permitirá atender às necessidades básicas da criança, garantindo a alimentação, medicamentos, vestuário, material escolar e outros bens essenciais. Esta é uma forma  de ajudar, mesmo estando longe, e de fazer a diferença na vida de crianças com mais necessidades.  

            

A autossustentabilidade do Centro sempre foi uma preocupação e um objetivo, por isso construiu-se uma padaria, onde se produz e vende pão fresco e bolos diariamente. As iguarias da padaria chegam a todos através da distribuição e venda ambulante: o pão é acondicionado em caixas e colocado numa carrinha que percorre a vila e outros locais mais remotos. Para além disso, com a padaria é possível dar um pão a todas as crianças que frequentam a escola primária e que chegam de manhã ao Centro, pois muitas delas vêm ainda de barriga vazia.

  

O Centro tem ainda as “machambas” (hortas), que se situam em terrenos nos arredores da vila, donde provém a maior parte da alimentação de todos os que vivem no Centro.  Caso haja algum excesso, distribui-se pela comunidade.

 

O Centro Laura Vicuña, através das atividades que desenvolve, conseguiu criar postos de trabalho para mais de 20 pessoas, para além dos professores que são contratados para ensinar nas escolas. É, por isso, uma obra tão importante e com um impacto enorme na economia e no crescimento da comunidade de Inharrime.